O Hipódromo da Biodiversidade vai dar lugar à vinha

5
(4)

Em Calvelo, freguesia rural do concelho de Ponte de Lima ouvia-se, outrora, o som de cascos trovejantes de cavalos de corrida. Hoje pássaros, insetos e anfíbios reocuparam um local que era seu por direito e aproveitam a tranquilidade da Natureza e a biodiversidade aí existente. Mas não por muito tempo. 

Este maravilhoso cenário, com mais de xxx hectares, alberga algumas charcas e árvores autóctones e será transformado numa vinha a perder de vista.

Desde pequena que me lembro de passar junto a esse pulmão vivo da freguesia onde moro e me admirar com a diversidade de vida ali existente, fossem as aves que o sobrevoavam, a beleza das árvores imponentes ou o brilho dos pequenos lagos nas manhãs frias de inverno. Acreditava que aquela espécie de paraíso seria eterna. Mas a expansão de uma vinha circundante veio ameaçar um espaço que é único em toda a freguesia e eu não consigo ficar indiferente ao que vai acontecer. Por mim, pela biodiversidade do local e de todos os seres que lá habitam.

“Tanto quanto conheço da zona, esta é rica em água e os pequenos lagos permitem reter essa mesma água e criar pequenas zonas pantanosas lagunares. É importante a manutenção desse espaço natural que está a recuperar por si próprio, até pelo interesse turístico que possa vir a ter ou para que a comunidade possa dele fruir”. Sérgio Bastos, responsável pelo Clube Meteofreixo, conhece bem o local e defende a sua preservação e uma eventual intervenção de quem de direito no sentido de preservar o que ali existe.

Na mesma linha de pensamento, a professora de Ciências Lídia Esteves, da Escola Básica de Freixo, reconhece a particularidade e importância do local para a biodiversidade até porque este poderia ser um local excelente para a divulgação de questões cada vez mais prementes e que se prendem com o desaparecimento de zonas de equilíbrio entre o Homem e a Natureza.  “É um habitat único numa área que está, naturalmente, cada vez mais ameaçada pela pressão urbanística e pelas empresas ligadas a investimentos de grande envergadura e importa por isso mesmo criar mecanismos que possam, de certa forma, manter o que existe para memória das gerações futuras”.

É importante a manutenção desse espaço natural que está a recuperar por si próprio, até pelo interesse turístico que possa vir a ter ou para que a comunidade possa dele fruir”.

 

Gostaste desta publicação?

Deixa a tua votação! Ou se quiseres, comenta abaixo.

Média das votações 5 / 5. Vote count: 4

Ainda sem votos. Queres ser o primeiro?

Ai é?

Segue-nos nas Redes Sociais