Boroa, mas de pedra!

Nas montanhas do Parque Nacional da Peneda-Gerês, encontramos uma infinidade de rochas com formatos diversificados e muito curiosos que proporcionam diferentes interpretações ao cérebro humano. 

Uma das geoformas mais características nas formações graníticas é a pedra boroa. Um termo tipicamente regional, de natureza popular, que facilmente assumiu reconhecimento técnico-científico, tal era a sua semelhança com a côdea do pão de milho. 

Estas formações são resultantes da erosão diferencial sofrida pelo granito, essencialmente, devido à ação da água da chuva, que, lenta e prolongadamente, vai provocando ranhuras superficiais na pedra. 

Como visitar o exemplar da foto: Porta do Mezio – Parque de campismo de Travanca – Cabana Cova – Urzeira – Parque de campismo (ver AQUI)

Nas fotos que se seguem, veja outros apelos à imaginação.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *