Capela de S. João da Fraga

A cerca de 4,5km de distância da aldeia de Pitões das Júnias, bem no interior da Serra do Gerês, no alto de uma elevação granítica (Inselberg), situa-se a magnífica, capela de S. João da Fraga. A sua localização, a pouco menos de 1200 metros de altitude, associada ao facto de estar permanentemente caiada, permite que seja avistada de múltiplos lugares vizinhos. Por estes motivos e pela curiosidade que desperta, constitui um desafio permanente para uma boa caminhada em plena natureza.  

Todas as pessoas que pretendem conhecer o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG) têm obrigatoriamente de visitar este local de rara beleza, situado na Serra do Gerês, no Concelho de Montalegre. O insólito da construção da capela naquele local e as paisagens circundantes são imperativos que justificam qualquer esforço suplementar para atingir o objetivo.  

Inselberg ou “monte ilha” é o nome que se dá àquele colosso granítico sobre o qual está construída a capela. Embora possa parecer estranho, devido à sua dimensão e à forma como, abruptamente, emerge dos planos laterais que o rodeiam, a sua formação processou-se no interior da crusta terrestre.  

Após solidificação, os agentes de meteorização externos (águas fluviais e pluviais, vento, neve, gelo…) foram atuando sobre o solo e, confrontando-se com granitos mais duros, logo menos erosivos, e outros mais frágeis, deram origem ao afloramento principal (bloco rochoso mais resistente e mais exposto) e a níveis de aplanamento mais baixos (partes laterais).  

Resumindo, o Inselberg resulta de um processo de erosão diferencial, menor no topo e mais acentuado nas áreas envolventes. 

Curiosidade: anualmente, a festa do S. João da Fraga realiza-se no domingo seguinte ao dia de celebração do S. João Batista. 

Aldeia de Pitões das Júnias, ao fundo.

One thought on “Capela de S. João da Fraga

  1. Pingback: S. João da Fraga – Comunica – Jornal Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.