Ermidas: as povoações isoladas

O termo Ermida, que vulgarmente designa uma pequena capela situada num lugar ermo, também dá nome, com alguma frequência, a alguns povoados distantes.

No PNPG, existem duas localidades emblemáticas com esta designação: a Ermida (de Lindoso) e a Ermida (do Gerês). Estas duas aldeias serranas, para além da extrema beleza que as caracteriza, têm muitas coisas em comum.

Situadas a aproximadamente 600m de altitude (uma na Serra Amarela, outra na Serra de Gerês), abrem-nos portas para um património histórico de lugares, tradições e práticas que não se esgota: a vezeira, os abrigos dos pastores, as brandas, os prados, os socalcos, as levadas, os moinhos, etc.

Percorrendo os trilhos que uma e outra aldeia nos oferecem, facilmente conseguimos compreender os motivos que levaram as pessoas a fixarem-se nestes locais e ainda as dificuldades que tiveram de enfrentar na procura da sobrevivência.

Muro de águas vertentes (Ermida-Vilarinho da Furna)
Abrigo de Bentozelo
Abrigo de Carvalha das Éguas
Cascada do Arado
Ermida de Lindoso

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.